Visite o Museu

Museu Eugênio Teixeira Leal


Desde sua implantação, em 1984, o Museu Eugênio Teixeira Leal, administrado pela Fundação Econômico Miguel Calmon, evidenciou para a Bahia a sua vocação contemporânea e ativa, transformando-se ao longo das últimas décadas em uma autêntica casa de cultura. Nestes 37 anos de existência foram relevantes os serviços educativos e culturais prestados à Bahia, por este Museu, juntamente com a Biblioteca Inocêncio Marques de Góes Calmon, Arquivo Histórico, Cineteatro Francisco de Góes Calmon, Galeria Francisco Sá e Galeria Prof. José Calasans, que geraram e disseminaram a arte, educação e cultura em um ritmo diferenciado do predominante em instituições congêneres em nosso Estado.
Cumpre registrar que esta instituição já nasceu sob a égide da educação. Esteve, sempre, pautada pelo desenvolvimento de ações educativas e socioculturais, como o Programa Museu-Escola, direcionado a escolas e universidades, públicas e particulares, ao patrocínio e realização de cursos, palestras, seminários, congressos, oficinas, concursos, projeção de filmes, exibição de vídeos, exposições temporárias e itinerantes, publicação e lançamento de livros. Isto pautado em sua missão de “contribuir para a preservação, a difusão e a apropriação do patrimônio cultural, aplicando ações museológicas e atuando como referencial para o exercício da cidadania”. E esta missão está sendo ainda mais fortalecida com a implantação do Laboratório de Conservação Frank Sá, no último dia 08 de abril, através do patrocínio da Lei Aldir Blanc.   
Essas ações propiciaram uma interação com a comunidade que superou a assimetria entre o acervo, o espaço museal, e a sociedade. Assim, este Museu cumpre a sua função social e colabora com diversos segmentos e classes sociais, especialmente praticando a inclusão social, além de preservar a memória da Bahia e do Brasil.