Miguel Calmon Sobrinho

A Miguel Calmon se aplica bem a máxima romana: " executar todos os seus atos como se fossem os últimos de sua vida". E porque assim o fez, é possível relembrar hoje a sua figura pelos atos que praticou, de incorrupta nobreza, e exaltar o nome eminente que trazia dos antepassados, o qual nos cinquenta e cinco anos de sua existência só fez enobrecer, honrando, na Bahia e no Brasil, a estirpe de sua descendência. Dele se pode dizer o que Alceu de Amoroso Lima escreveu a propósito de Afonso Arinos de Melo Franco: "Nada mais difícil do que carregar com peso de um grande nome. Dessa prova sai galharda e facilmente vitorioso esse herdeiro de uma pura aristocracia de espírito. (Antônio Carlos Magalhães , Salvador - Bahia , julho de 1991.)

Trajetória

* Salvador/BA 1912  + Salvador/BA 1967

1912

Nascimento às 6 horas do dia 2 de maio, na rua Almeida Couto, n.2, bairro de Nazaré na cidade de Salvador -  Bahia . Filho do casal Francisco Marques de Góis Calmon e Maria Julieta de Couto Maia.

Antes de completar cinco anos, Miguel inicia seus estudos primários através de aulas particulares

1916
1924

No mesmo ano em que seu pai Francisco Marques de Góis Calmon assume o Governo do Estado da Bahia, o menino Miguel é vítima de um acidente no bonde da linha Nazaré, do qual resultou a amputação de sua perna direita.

Miguel Calmon Sobrinho

( aproximadamente aos 10 anos)

Fonte: Arquivo Miguel Calmon Sobrinho -METL

1925

Miguel viaja para França em busca de tratamento para sua perna mutilada em companhia do seu cunhado Jaime Vilas-Boas e sua irmã Maria Calmon Julieta Vilas-Boas. Durante o período estudou na capital francesa, ao retornar para o Brasil para continuar os estudos no Colégio Maristas. 

1925

A Miguel Calmon se aplica bem a máxima romana: " executar todos os seus atos como se fossem os últimos de sua vida". E porque assim o fez, é possível relembrar hoje a sua figura pelos atos que praticou, de incorrupta nobreza, e exaltar o nome eminente que trazia dos antepassados, o qual nos cinquenta e cinco anos de sua existência só fez enobrecer, honrando, na Bahia e no Brasil, a estirpe de sua descendência. Dele se pode dizer o que Alceu de Amoroso Lima escreveu a propósito de Afonso Arinos de Melo Franco: "Nada mais difícil do que carregar com peso de um grande nome. Dessa prova sai galharda e facilmente vitorioso esse herdeiro de uma pura aristocracia de espírito. (Antônio Carlos Magalhães , Salvador - Bahia , julho de 1991.)

Trajetória

* Salvador/BA 1912  + Salvador/BA 1967

1912

Nascimento às 6 horas do dia 2 de maio, na rua Almeida Couto, n.2, bairro de Nazaré na cidade de Salvador -  Bahia . Filho do casal Francisco Marques de Góis Calmon e Maria Julieta de Couto Maia.

Antes de completar cinco anos, Miguel inicia seus estudos primários através de aulas particulares

1916
1924

No mesmo ano em que seu pai Francisco Marques de Góis Calmon assume o Governo do Estado da Bahia, o menino Miguel é vítima de um acidente no bonde da linha Nazaré, do qual resultou a amputação de sua perna direita.

Miguel Calmon Sobrinho

( aproximadamente aos 10 anos)

Fonte: Arquivo Miguel Calmon Sobrinho -METL

1925

Miguel viaja para França em busca de tratamento para sua perna mutilada em companhia do seu cunhado Jaime Vilas-Boas e sua irmã Maria Calmon Julieta Vilas-Boas. Durante o período estudou na capital francesa, ao retornar para o Brasil para continuar os estudos no Colégio Maristas. 

1928

Obtém o primeiro lugar no exame de vestibular da Politécnica, consagrado entre os concorrentes o mais jovem. 

1925
1932

Em 03 de dezembro deste ano, Miguel é diplomado em Engenharia Civil.

1933

Inicia sua atuação como Engenheiro Civil em diversas frentes de trabalho na Bahia e no Brasil.

Miguel Calmon Du Pin e Almeida  Sobrinho

Trajetória

* Salvador/BA 1912  + Salvador/BA 1967

1912

Nascimento às 6 horas do dia 2 de maio, na rua Almeida Couto, n.2, bairro de Nazaré na cidade de Salvador -  Bahia . Filho do casal Francisco Marques de Góis Calmon e Maria Julieta de Couto Maia.

Antes de completar cinco anos, Miguel inicia seus estudos primários através de aulas particulares

1916
1924

No mesmo ano em que seu pai Francisco Marques de Góis Calmon assume o Governo do Estado da Bahia, o menino Miguel é vítima de um acidente no bonde da linha Nazaré, do qual resultou a amputação de sua perna direita.

Miguel Calmon Sobrinho

( aproximadamente aos 10 anos)

Fonte: Arquivo Miguel Calmon Sobrinho -METL

1925

Miguel viaja para França em busca de tratamento para sua perna mutilada em companhia do seu cunhado Jaime Vilas-Boas e sua irmã Maria Calmon Julieta Vilas-Boas. Durante o período estudou na capital francesa, ao retornar para o Brasil para continuar os estudos no Colégio Maristas. 

1928

Obtém o primeiro lugar no exame de vestibular da Politécnica, consagrado entre os concorrentes o mais jovem. 

1925
1932

Em 03 de dezembro deste ano, Miguel é diplomado em Engenharia Civil e inicia sua atuação como Engenheiro Civil em diversas frentes de trabalho na Bahia e no Brasil.

1941

É eleito presidente do Banco Econômico da Bahia

1947

Assume a cátedra de professor fundador da Faculdade de Ciências Econômicas da Universidade da Bahia

A Miguel Calmon se aplica bem a máxima romana: " executar todos os seus atos como se fossem os últimos de sua vida". E porque assim o fez, é possível relembrar hoje a sua figura pelos atos que praticou, de incorrupta nobreza, e exaltar o nome eminente que trazia dos antepassados, o qual nos cinquenta e cinco anos de sua existência só fez enobrecer, honrando, na Bahia e no Brasil, a estirpe de sua descendência. Dele se pode dizer o que Alceu de Amoroso Lima escreveu a propósito de Afonso Arinos de Melo Franco: "Nada mais difícil do que carregar com peso de um grande nome. Dessa prova sai galharda e facilmente vitorioso esse herdeiro de uma pura aristocracia de espírito. (Antônio Carlos Magalhães , Salvador - Bahia , julho de 1991.)

Trajetória

* Salvador/BA 1912  + Salvador/BA 1967

1912

Às 6 horas do dia 2 de maio, na rua Almeida Couto, n.2, bairro de Nazaré na cidade de Salvador -  Bahia . Nasce Miguel Calmon Du Pin e Almeida Sobrinho, filho do casal Francisco Marques de Góis Calmon e Maria Julieta de Couto Maia.

Antes de completar cinco anos, Miguel inicia seus estudos primários através de aulas particulares

1916
1924

No mesmo ano em que seu pai Francisco Marques de Góis Calmon assume o Governo do Estado da Bahia, o menino Miguel é vítima de um acidente no bonde da linha Nazaré, do qual resultou a amputação de sua perna direita.

Miguel Calmon Sobrinho

( aproximadamente aos 10 anos)

Fonte: Arquivo Miguel Calmon Sobrinho -METL

1925

Miguel viaja para França em busca de tratamento para sua perna mutilada em companhia do seu cunhado Jaime Vilas-Boas e sua irmã Maria Calmon Julieta Vilas-Boas. Durante o período estudou na capital francesa, ao retornar para o Brasil para continuar os estudos no Colégio Maristas. 

1928
1925

Jantar de formatura dos Engenheiros de 1932

( Clube Baiano de Tênis)

Fonte: Arquivo Miguel Calmon Sobrinho -METL

1948
1957

Obtém o primeiro lugar no exame de vestibular da Politécnica, consagrado entre os concorrentes o mais jovem. 

Em 03 de dezembro deste ano, Miguel é diplomado em Engenharia Civil e inicia sua atuação como Engenheiro Civil em diversas frentes de trabalho na Bahia e no Brasil.

1932

É eleito presidente do Banco Econômico da Bahia

1941

Assume a cátedra de professor fundador da Faculdade de Ciências Econômicas da Universidade da Bahia

1947

Entre os anos de 1948 e 1957, Miguel Calmon Sobrinho atuou enquanto:

  • Presidente Associação Comercial da Bahia

  • Representante da Escola Politécnica da Bahia no Conselho de Administração do Instituto Tecnológico da Bahia

  • Diretor Superintendente do Banco Econômico da Bahia

  • Diretor do Bando da Cidade do Rio de Janeiro

  • Diretor da Buriti S.A.

  • Diretor da Aliança da Bahia Capitalização

  • Presidente da Comissão de Planejamento da Bahia, criada pelo Governador Antônio Balbino

Miguel Calmon como Deputado Federal, na inauguração de Brasília. Na foto com o Deputado Valdir Pires, D. Silvia Calmon (sua esposa), Deputado Antônio Carlos Magalhães e General Almeida Freitas (21-04-1960)

Fonte: Arquivo Miguel Calmon Sobrinho -METL

É nomeado Reitor da Universidade Federal da Bahia

1962

Miguel é nomeado Ministro da Fazenda

durante o governo do Presidente João Goulart

1958

É eleito Deputado Federal pelo Partido Social

Democrático.

1964
1967

O ilustre Miguel Calmon Du Pin e Almeida Sobrinho falece aos 55 anos no dia 07 de maio em sua cidade Salvador/Bahia.

Assinatura do termo de posse enquanto Reitor da Universidade Federal da Bahia (1964)

Fonte: Arquivo Miguel Calmon Sobrinho -METL